Exemplo de força e superação : Bruce Lee

Olá, tudo bom ? Acho que todos nós temos alguém que nos inspiram não é ? Vou postar sempre pessoas que nos trazem bons exemplos, e não apenas por ser fã desse cara e de lutas marciais, mas porque de fato ele foi um grande exemplo de superação, que vim falar sobre Bruce Lee.
Na minha opinião, ele foi e ainda é um grande exemplo de superação, determinação e força. É a prova de que nada é impossível por mais difícil que seja. Conhece a história de vida   dele ? Aqui vou expor um pouco de quem foi Bruce Lee, aproveite aleitura para refletir.

   Bruce nasceu em 27 de Novembro de 1940 em Chinatown, São Francisco, mas viveu em Hong Kong dos três meses de idade até sua adolescência. Bruce foi o quarto de cinco filhos, seus pais Lee Hoi-Chuen e Grace Ho eram artistas da Ópera Chinesa, dessa forma ainda na infância ele atuou em muitos filmes chineses. O nome bruce foi dado pela médica do hospital, o nome que a mãe o deu era Lee Jun-fan que significa "retornar de novo". O pai de Bruce era ator e líder da ópera cantonesa e a mãe era de um dos clãs mais ricos de Hong Kong,  no lado materno, Bruce era familiar de Stanley Ho, um importante magnata de casinos de Macau, cerca de  três meses que haviam voltado a Hong Kong, o Japão havia invadido e ocupado a capital chinesa, porém eles viveram bem em um ambiente sofisticado.

O início nas artes marciais

   Bruce treinava Kung Fu e Tai Chi desde cedo com seu pai, dos 13 aos 18 anos treinou Wing Chun (estilo com movimentos simples, curtos e rápidos, ataques focados em pontos vitais e áreas sensíveis) com o famoso mestre  Yip Man. Yip Man começou a treinar Lee em particular após alguns alunos se recusarem a treiná-lo, pelo fato de que sua mãe não era totalmente chinesa (o avô materno de Bruce era alemão e sua avó Chinesa).
  Bruce arrumou alguns problemas na escola quando tinha cerca de 15 anos, sendo transferido para um colégio católico, onde passou a estudar boxe com um monge alemão, que era técnico da equipe do colégio.   Bruce também foi um maravilhoso dançarino de chá-chá-chá de Hong Kong e em 1958 ele ganhou o campeonato de dança. Ele estudou dançando tão assiduamente quanto fez Kung-fu, mantendo um caderno em que ele tinha anotado 108 passos diferentes de chá-chá-chá. Em 1959, Bruce se envolveu numa briga de rua, com o filho de uma família da Tríades ( máfia chinesa), os pais com medo enviaram ele para os EUA, onde sua irmã Agnes Lee já morava com amigos da família em São Francisco. Bruce chegou aos EUA com 100 dólares e dois títulos de campeão de Boxe de 1957 e 1958 de Hong Kong. Em 1959 se mudou para Seattle e trabalhou para Ruby Chow (amiga do pai de Bruce) como garçom e lavador de pratos.
  Lee dava aulas de Jun Fan Kung Fu ( Kung Fu de Bruce Lee, era basicamente o Wing Chun, com ideias do Bruce). Sua primeira escola de artes marciais, foi aberta com o nome de Lee Jun Fan Gung Fu Institute, em Seattle. Em 1960 terminou o ensino médio e se matriculou na Universidade de Washington e estudou filosofia, teatro e psicologia.  Em 1964 se casou com Linda Emery, e teve dois filhos : Brandon Lee e Shannon Lee.
  A magnifíca aptdão física de Bruce Lee desenvolveu máxima aptidão e resistência muscular, resistência cardiovascular e flexibilidade. Lee teve o cuidado de advertir que a preparação mental e espiritual era fundamental para o sucesso do treinamento físico nas habilidades de artes marciais.
  Seus musculos abdominais eram sólidos como pedra, mega definidos, era muito importante essa parte do corpo, pois era uma das mais forçadas em movimentos de artes marciais.
  O que mais me surpreende e a todos que o conheceram pessoalmente, era que raramente o viam sem fazer nada, de vez em quando o pegavam lendo um livro, fazendo ao mesmo tempo exercícios de antebraço e vendo um filme. 

Seu treino consistia em:

Torção de Cintura - quatro séries de 90 repetições.
Sentar para cima (sit-ups) com torções - quatro séries de 20 repetições.
Elevações de perna - quatro séries de 20 repetições.
Torções inclinadas - quatro séries de 50 repetições.
 Pontapés em posição de rã - quatro séries de 50 repetições.

  Em 1964 Bruce foi desafiado por alguns lutadores de Kung-fu de São Francisco que contestou o seu ensino à alunos não-chineses. Bruce aceitou o desafio, as condições eram que se Bruce fosse derrotado ele teria que deixar de ensinar aos não-chineses. Ele venceu, mas se desanimou ter sido uma luta de 3 min, que pra ele era uma luta muito longa.
  Em 1965, Bruce criou o Jeet Kune Do, depois da luta de três minutos com Wong Jack Man que foi derrotado (Wong era contra Bruce ensinar Kung Fu a estrangeiros), Bruce achou que não havia demonstrado todo potencial do Wing Chun, resolveu então  desenvolver um sistema com ênfase na praticidade, flexibilidade, rapidez e eficiência. Ele começou a misturar estilos de acordo com a praticidade, sem muito estilo formal.
  Antes de fundar o Jeet Kune Do, os estilos do luta praticados por Bruce Lee foram: Kung Fu (Wing Chun), Boxe, Jiu-Jitsu, Shotokan, Savate, Esgrima, Judô, Taekwondo, Wrestling, Hapkido, Aikido, Tai chi chuan. Ainda aprendeu Taekwondo com Jhoon Rhee, eles se conheceram em um dos campeonatos que Bruce participava.

Carreira artística  

  Ainda criança já havia feito filmes na China, nos EUA não tinha intenção de ser ator, de 1966 a 1967 Bruce interpretou Kato ao lado de Van Williams na série de TV O Besouro Verde. William Lee Dozier o convidou para uma audição após assistir uma de suas apresentações de artes marciais, dando o papel a Bruce. Passou a fazer várias participações pequenas em outras séries que não irei citar aqui, porém ele resolveu voltar a Hong Kong, pois não estava satisfeito com esses papéis de apoio em séries de tv e filmes.
  Chegando em Hong Kong foi aclamado como a estrela da série "O besouro verde".  
  Raymond Chow o convidou para estrelar dois filmes produzidos por sua produtora, Bruce atuou em seu primeiro papel principal em "O Dragão Chinês" (1971) que foi um enorme sucesso de bilheteria, depois atuou em "A Fúria do Dragão" (1972) que quebrou os recordes de bilheteria do filme anterior (O Dragão Chinês). Lee formou sua própria companhia Concord Productions Inc, com Chow. Os filmes que ele atuou e produziu foram:
   O Vôo do Dragão (1973); Operação Dragão (1973); Jogo da Morte (1974); Torre da Morte (1981).
   Bruce era muito zeloso com seu condicionamento físico, tanto que  conduziu a um dano que foi se tornar uma fonte crônica de dor pro resto de sua vida. Um dia em 1970, sem se aquecer, algo que ele sempre fez, Bruce apanhou umas 125-libras barbell e fez um “bom dia” (exercício que se coloca o barbell nos ombros e agacha até a cintura), a partir daí ele teve muitas dores e foi constatado um dano ao quarto nervo sacro. Os médicos disseram que teria que ficar de cama, e nunca mais lutaria kung fu novamente. Bruce ficou na cama por seis meses. Depois de vários meses, Bruce instituiu seu próprio programa de recuperação, esteve numa cadeira de rodas por meses, depois começou a caminhar, cuidadosamente no princípio, e gradualmente construiu sua força. Ele foi determinado que faria  Kung-fu novamente. Ele se recuperou bem mas ele constantemente teve que tomar cuidado com suas costas. Em 10 de Maio de 1973, Lee desmaiou no estúdio Golden Harvest,  ele sofreu convulsões e dores de cabeça e foi  levado para um hospital de Hong     Kong, onde os médicos diagnosticaram um edema cerebral. 

  Bruce Lee morreu aos 32 anos de idade em Kowloon, Hong Kong, no dia 20 de julho de 1973, por um edema cerebral onde não houve lesão externa visível, porém de acordo com relatórios da autópsia, o seu cérebro tinha inchado consideravelmente, passando de 1.400 a 1.575 gramas (um aumento de 13%), foram feitas 2  autópsias, que concluíram  que a causa da morte foi mesmo um edema cerebral agudo devido a uma reação aos compostos presentes na prescrição de remédios como o Equagesic (um analgésico e relaxante muscular), que ele tomava para as dores de cabeça. Porém há controvérsias ainda hoje, uns acreditam que ele foi assassinado pela Tríade ou por mestres de artes marciais insatisfeitos por ele ter revelado segredos a estrangeiros sobre as artes marciais.

  Tenha sido qualquer uma das hipóteses, a morte de Bruce Lee deixou um grande vazio, mas se algo que a existência dele nessa terra nos deixou, é que o ser humano pode ir além das possibilidades, tem mais força que acredita ter ... 

Nenhum comentário

Obrigada pelo seu comentário, é muito importante ler sua opinião...
Caso queira resposta para seu comentário, marque a caixinha"notifique-me". Podem entrar em contato direto pelo formulário do blog que está no rodapé.
Obrigada pela visita, volte sempre!

Tecnologia do Blogger.