5 desenhos infantis que te incentivavam a ser cientista


Assistir a desenhos e programas infantis é super divertido, mas eles também podem ser educativos
Alguns desenhos e programas infantis tinham fortes influências científicas. Você já parou para pensar nisso? Calma, não tem problema se a resposta for não, já que muitas dessas coisas realmente podem passar despercebidas, mas agora você vai entender sobre o que estamos falando.
Seja através dos personagens principais ou secundários, é inegável que a ciência estava no coração dos criadores desses desenhos e programas, que encontraram uma forma de passar esse amor através de atrações super divertidas!
A linguagem, as cores, os personagens, assuntos e tudo mais que é utilizado em um desenho são planejados para as crianças, para que elas se sintam atraídas pelos conteúdos e não queiram mais parar de assistir. Listamos alguns deles para que você:

1 - O Laboratório de Dexter

Dexter é um garoto ruivo, baixinho, super inteligente e amante da ciência. Ele tem um laboratório escondido em seu quarto, onde faz os mais variados experimentos científicos, entretanto, sua irmã Dee Dee, sempre apronta alguma coisa e coloca seu irmão em enrascadas.
O desenho gira em torno das experiências de Dexter e o desdobramento delas e, como curiosidade, se passa na cidade de Townsville, a mesma das As Meninas Superpoderosas, que vez ou outra aparecem no desenho do menino cientista.
Outro fato curioso é que, na versão americana, Dexter tem um sotaque alemão, que muitos enxergam como uma referência ao físico alemão Albert Einstein.
2 - As Meninas Superpoderosas
Lindinha, Florzinha e Docinho, 3 meninas que foram criadas a partir de um experimento científico, mas um imprevisto de percurso mudou tudo.
O Professor Utônio estava criando a Garotinha Perfeita, que levava “açúcar, tempero e tudo o que há de bom”, mas o “Elemento X” caiu por acidente na poção, e o resultado foi a criação de três garotas com superpoderes.
Ainda que brinquem e se divirtam bastante na mansão do professor, elas recebem chamados para salvar a cidade e mantê-la em ordem contra os vilões. Uma das falas mais famosas do desenho é a que aparece no final: “e mais uma vez, o dia foi salvo, graças às Meninas Superpoderosas!”.
O desenho começou a ser apresentado no ano de 1998 e teve um reboot em 2016, com a aparição de uma nova menina: Estrelinha, que é uma irmã mais velha, tida como a primeira criação viva do professor Utônio.
3 - Castelo Rá-Tim-Bum
Produções brasileiras também fizeram parte da infância de muita gente, alguns até hoje leva muitos à nostalgia.
A trama se passa em um castelo, cujo personagem principal é Nino, um garoto de 300 anos de idade, que mora com o Dr. Victor, cientista e feiticeiro, e com Morgana, sua tia-avó.
O destaque da ciência na série fica por conta de Tíbio e Perônio, dois cientistas gêmeos que apareciam em alguns episódios para falar sobre vários assuntos, desde os batimentos do coração até a importância de se combater os micróbios, com uma linguagem bem simples e lúdica.
4 - Pinky e o Cérebro
  • “Cérebro, o que você quer fazer essa noite?”
  • “A mesma coisa que fazemos todas as noites, Pinky... Tentar dominar o mundo!”
    Um desenho que conta a história de dois ratos brancos, bem parecidos com ratos de laboratório, que tentam dominar o mundo fez com que esse diálogo se tornasse memorável para muita gente.
    Pinky é um rato super atrapalhado enquanto seu melhor amigo, Cérebro, é  já é o contrário. Muito inteligente e pensa em vários planos para, finalmente, dominar o mundo.
    O inimigo da história é Bola de Neve, um hamster amarelo que também é muito inteligente, mas diferente de Cérebro, utiliza métodos cruéis e maliciosos para tentar conquistar o seu objetivo.
    É bem engraçado ver como o par de ratinhos se esforça em fazer planos mirabolantes, que até são bons na teoria, mas quase nunca dão certo na prática, o que deixa tudo ainda mais divertido.
    5 - Jimmy Neutron

    Jimmy Isaac Neutron, mais conhecido como Jimmy Neutron, é um verdadeiro gênio, que chama a atenção pela cabeça gigante e o topete, desproporcionais em relação ao corpo.
    Você já percebeu que o nome Jimmy Isaac Neutron é bem parecido com o de Isaac Newton, ainda mais na pronúncia em inglês? Não dá para negar que o físico tenha servido de inspiração para o menino.
    O laboratório de Jimmy fica no subsolo de seu jardim. É fácil saber quando ele tem alguma ideia mirabolante, já que logo diz a frase “ideias a mil!”.
    Entre os melhores amigos de Jimmy, encontram-se Goddard, seu cachorro robô, que foi construído por ele mesmo para driblar a proibição de seus pais em ter um cachorro de verdade.
    Na infância, esses desenhos eram assistidos pelas crianças por serem bem divertidos e lúdicos, o que é justamente do que os pequenos gostam.  E é bem provável que eles tenham influenciado suas vidas quando cresceram.
    Ao terem esses bons exemplos na infância, as crianças sabiam que poderiam tornar real o que viam como brincadeira no passado. Esse pode ter sido o início de algumas das melhores invenções que existem atualmente.

    Quem sabe as bactérias sintéticas, os supercomputadores, a telemedicina, entre outras coisas, não tenham sido invenções motivadas pelos desenhos e programas que as crianças assistiram na infância?!

    Um comentário:

    1. Eu cresci vendo todos esses desenhos. Meu filho assiste As meninas super poderosas e, de vez em quando, O laboratório de Dexter. Eu sempre presto muita atenção a todos os desenhos que ele assiste.

      Vidas em Preto e Branco

      ResponderExcluir

    Obrigada pelo seu comentário, é muito importante ler sua opinião...
    Caso queira resposta para seu comentário, marque a caixinha"notifique-me". Podem entrar em contato direto pelo formulário do blog que está no rodapé.
    Obrigada pela visita, volte sempre!

    Tecnologia do Blogger.